segunda-feira, 21 de março de 2011

Chicotinho queimado

Carequinha
Chicotinho queimado (infantil, 1962) - Carequinha e Almeidinha

Título da música: Chicotinho queimado / Gênero musical: Não identificado / Intérprete: Carequinha / Compositores: Almeidinha e Carequinha / Acompanhamento: Carrilho, Altamiro - Bandinha - Coro Infantil - Oliveira, Irani de / Gravadora Copacabana / Número do Álbum 6424 / Lado B / Disco 78 rpm.


Vamos brincar de chicotinho queimado
Eu me escondo e vocês vão me procurar
Vamos brincar de chicotinho queimado
Eu me escondo e vocês vão me procurar

Eu darei um doce para quem me encontrar
Eu darei um doce para quem me encontrar

5 comentários:

joão victor da silva coelho disse...

pow como surgiu o chicotinho queimado

Galbo Benedicto Nascimento disse...

Prezado Everaldo,

Comecei ouvir a música Chicotinho Queimado ainda garoto. Pois, um vizinho recebia discos enviados pelo filho - Joel Faustino - residente em São João de Meriti - RJ. Essa melodia fora executada muito na festa de São Benedito - Serra/ES - em 1967, comecei fazer parte na reestruturação dessa banda de música (trombonista). Tendo, ainda, na memória a melodia dessa música, solfejei para o maestro e ele fez a partitura, fazendo em seguida a instrumentação. Então, a banda começou executar, de novo, na festa da puxada do mastro e São Benedito. Como esqueci a segunda parte da letra, estou tentando entender a gravação CD nesse site.

2ª parte:

Bento que bento é o frade/
na boca do forno/
E se não me encontrarem/
Eu não vou me libertar?
Tá ficando quente, chicotinho queimado,
Tá pegando fogo, procurem mais um bocado.

Gostaria de obter um comentário sobre o que entendi até a interrogação.

Att.

Galbo Benedicto Nascimento
saiba mais sobre a história da Serra-ES:
www.historiadaserra2010.blogspot.com
galbo.nascimento@gmail.com

Everaldo J dos Santos disse...

Caro Galbo, sabes muito mais do que eu. Não tive muito sucesso aqui, que envolve muito do folclore de nosso Brasil. Não sou um Gustavo Barroso, um Câmara Cascudo... folcloristas de mão cheia. Quis apenas abranger mais coisas de nossa música popular. Onde os pais cantavam canções antigas infantis para seus filhos (hoje, acho, que não existe mais). Agradeço-te de coração o seu interesse.

Everaldo J dos Santos disse...

Prezado Galbo

Creio que não fui cortês, aparentando desinteresse sobre o assunto. Mas vou pesquisar sobre essa música, também visitando a história de Serra-ES. Um grande abraço!

Anônimo disse...

oxalá os ideólogos do Brasil tivessem a capacidade de compreender o imenso bem que essas músicas fizeram para toda uma geração.

Obrigado

Postar um comentário